Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
28/02/12 às 17h56 - Atualizado em 29/10/18 às 14h42

Publicado edital do concurso para revitalização das passagens subterrâneas


Publicado edital do concurso para revitalização das passagens subterrâneas
Vice-governador visitou a passagem do Hospital de Base no último dia 17
e pediu urgência nas reformas
 
O governador em exercício Tadeu Filippelli visitou na sexta-feira (17) a passagem subterrânea da 102-202 Sul (Hospital de Base-Banco Central) para conferência do andamento dos serviços de revitalização de todas as passagens do Eixo Rodoviário Sul e Norte. Filippelli esteve acompanhado do secretário de Obras, Oto Silvério, e do diretor de Urbanização da Novacap, Erinaldo Sales.
 
Filippelli acompanhou cada detalhe da obra e prometeu entregar uma passarela limpa, pintada e iluminada a cada 15 dias. Na passagem da Asa Sul, a primeira concluída, o governador em exercício também prestigiou a exposição fotográfica Jardins da Alvorada, do fotógrafo Salveci dos Santos, funcionário de carreira da Companhia Urbanizadora da Nova Capital do Brasil (Novacap). 
 
Sobre as passagens subterrâneas
 

O Governo do Distrito Federal deu início, no último dia 16 de janeiro, a uma forte campanha para incentivar os pedestres a utilizarem as passagens subterrâneas do Eixo Rodoviário Norte-Sul (Eixão). Para isso, cada uma das 16 passagens estão sendo recuperadas e limpas, além de contarem com uma dupla de policiais das 7h às 19h. A iluminação também está em fase de substituição pela Companhia Energética de Brasília (CEB).
 
Para o trabalho de limpeza e recuperação da passagem da 102-202 Sul (Hospital de Base-Banco Central), a Novacap mobilizou 100 trabalhadores que fizeram a limpeza das pichações, paisagismo, implantação de corrimões nas rampas, retirada das pichações e pintura dos azulejos. Só na passagem do Hospital de Base, foram gastos 145 litros de produtos antipichação e 88 mil litros de água de seis caminhões-pipa.
 
Todas as 16 passagens já receberam as operações de limpeza e desobstrução das bocas-de-lobo e já contam com as duplas de policiais. O Serviço de Limpeza Urbana também intensificou os serviços, promovendo a limpeza duas vezes ao dia e a lavagem completa de cada uma das passagens uma vez ao dia.
 
Sobre o concurso
 

O GDF deu a largada definitiva para a revitalização urbanística das 16 passagens subterrâneas localizadas no Plano Piloto. A Companhia de Planejamento do Distrito Federal (Codeplan) formalizou, no último dia 16, a abertura de concurso nacional para o projeto urbanístico dessas áreas, a ser apresentado por arquitetos e escritórios de arquitetura de todo o país. O edital foi publicado nesta segunda-feira (27), fruto de contrato entre a Codeplan e o Instituto dos Arquitetos do Brasil (IAB), entidade que está organizando a seleção.
 
O concurso retoma a prática que marcou a própria criação da capital federal, já que o seu traçado, de autoria do urbanista Lúcio Costa, foi selecionado em meio a vários projetos por meio de prática semelhante. Marca também, segundo a diretora-presidente da Codeplan, Ivelise Longhi, a atual política do GDF de retomar discussões sobre a questão urbanística da cidade a partir de debates mais amplos e democráticos, que passem pelo planejamento das ações de forma estratégica.
 
A premissa básica do concurso será melhorar o traçado urbano das passagens de forma a permitir aos moradores de Brasília mais segurança, qualidade de vida e proximidade a postos de serviços e comércios, melhorando a funcionalidade da cidade. Tanto é que, embora inicialmente possam ser entregues como estudo preliminar, esses projetos terão que levar em conta situações como topografia, proximidade dos prédios residenciais e comerciais, acessibilidade para todas as pessoas (incluindo quem possuir necessidades especiais), oferecimento de espaços para instalação de lojas e postos de serviço do governo nas próprias passagens subterrâneas, além de facilidades para estacionamento no subsolo em áreas anexas. Os projetos também deverão ser compatíveis com as regras ambientais vigentes no DF.
 
O resultado do concurso sairá em 21 de abril, data de aniversário de Brasília. A comissão julgadora será formada por cinco renomados profissionais indicados pelo IAB e pelo GDF. Após o resultado, o vencedor deverá detalhar todas as passagens a partir do projeto inicial e terá prazo de até 90 dias para a elaboração do projeto completo.
 
Para o presidente nacional do IAB, Gilson Paranhos, a decisão do GDF de realizar a revitalização desta forma tem tudo a ver com Brasília enquanto patrimônio histórico, já que se trata de uma cidade com traçado diferente de todas as outras. “Certamente o projeto urbanístico dessas passagens será o melhor”, destacou.  
Paranhos ressaltou que ainda são poucos os concursos desse tipo realizados no Brasil e fez uma comparação com outros países. No ano passado, por exemplo, foram realizados mais de 1,2 mil concursos desse tipo na França, enquanto no Brasil foram observados somente 16.
 
Segurança – Outra questão importante que será levada em conta no projeto urbanístico é a segurança das passagens. De acordo com o diretor administrativo e financeiro da Codeplan, Wandermilson de Azevedo, a forma como o projeto será definido terá esse critério como uma das prioridades. O diretor lembrou que as passarelas já passam por um trabalho de fiscalização por parte do GDF, inclusive de monitoramento policial. Tudo com o objetivo de permitir maior tranquilidade para os transeuntes. “Os projetos vão dotar cada passarela de infraestrutura que deixará as pessoas mais seguras na hora de utilizar esses locais. Também incentivará a população a utilizar cada vez mais esses acessos, que possibilitam facilidade de locomoção entre as quadras”, afirmou.
 
O vice-presidente do IAB do Distrito Federal, André Bello – que representou o presidente Paulo Henrique Paranhos de Paula e Silva (em viagem ao exterior) – destacou também que a entidade apoia o concurso desde o primeiro momento e ressaltou que o projeto vai contribuir para melhorar a vida da população do DF como um todo.
 

Companhia Urbanizadora da Nova Capital do Brasil - Governo do Distrito Federal

NOVACAP

Setor de Áreas Públicas - Lote B - CEP: 71.215-000 Telefone: 3403-2300