Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
4/11/20 às 15h37 - Atualizado em 4/11/20 às 15h37

Republicado edital para obras

Certame anterior estava suspenso. Com investimentos de cerca de R$ 47 milhões, serão gerados 130 empregos

 

 

Foi remarcada para 4 de dezembro a licitação de contratação de empresa responsável pela execução de drenagem, pavimentação, sinalização e calçadas das vias internas e principais dos lotes 2, 5, 8 e 9 de Vicente Pires – obras que não puderam ser finalizadas nos contratos existentes. O certame inicial, previsto para 12 de agosto, acabou suspenso pelo Tribunal de Contas do Distrito Federal (TCDF) para que fossem feitos ajustes no edital e no Termo de Referência.

 

O investimento previsto é de R$ 46.420.092,89, verba que compreende a execução de 228.963,36 metros quadrados de pavimentação, 10.615,03 metros de drenagem e 69.576,82 metros quadrados de calçadas. O projeto também prevê a conclusão de 398 metros de uma galeria subterrânea no método tunnel liner. Com as obras, serão gerados 130 empregos.

 

“Esta licitação é de extrema importância para que possamos concluir as obras na região – isso porque de 2008, data do projeto original, para cá, a cidade continuou crescendo e muita coisa prevista nesse projeto se tornou inexequível”, explica o secretário de Obras, Luciano Carvalho. Em locais onde deveriam passar ruas, esclarece o secretário, há casas, comércios e condomínios, situação também observada em localidades onde deveriam ser construídas lagoas de detenção e dissipadores.

 

Serviços remanescentes

 

“Nessa licitação, estão previstos todos os serviços pendentes, o que chamamos de remanescente de obra”, detalha Luciano Carvalho. “O certame será executado em lote único, ou seja, a empresa que vencer será contratada para executar todos os serviços. Não teremos mais várias empresas executando obras em uma única rua.”

 

O subsecretário de Acompanhamento e Fiscalização de Obras, Ricardo Terenzi, ressalta que, em dezembro deste ano, o GDF entregará à população tudo o que foi possível executar dos atuais contratos em vigor. “Conseguiremos concluir cerca de 85% de todos os serviços previstos inicialmente”, adianta. “Em termos práticos, vamos entregar mais de 90% do sistema de drenagem em funcionamento e quase todas as principais vias da cidade asfaltadas, com meios-fios e calçadas”.

 

|“Em termos práticos, vamos entregar mais de 90% do sistema de drenagem em funcionamento e quase todas as principais vias da cidade asfaltadas, com meios-fios e calçadas” – Ricardo Terenzi, subsecretário de Acompanhamento e Fiscalização de Obras|

 

Projeto do Lote 2

 

Em outubro, a Secretaria de Obras contratou a empresa Evolução Engenharia Construções e Administração Ltda para atualizar o projeto do Lote 2 do Setor Habitacional Vicente Pires. Próxima ao Taguaparque, a região abriga parte da Colônia Agrícola Samambaia (CAS). O valor do contrato é de R$ 1.968.098,63, e a empresa terá 12 meses para concluir os serviços.

 

Confira, abaixo, o andamento das obras de infraestrutura do Setor Habitacional Vicente Pires, rua por rua.

 

Rua 1 (rua do Jóquei): serviços de drenagem, pavimentação e instalação de calçadas e meios fios concluídos.

 

Rua 3: drenagem e pavimentação, calçadas e meios-fios concluídos.

 

Rua 3B: serviços de drenagem, pavimentação e instalação de calçadas e meios-fios concluídos.

 

Rua 3C: serviços de drenagem, pavimentação e instalação de calçadas e meios-fios concluídos.

 

Rua 4: drenagem e pavimentação, calçadas e meios-fios concluídos. No momento, a empresa Artec trabalha na construção das calçadas e instalação dos meios-fios.

 

Rua 4A: obras de drenagem e pavimentação em andamento.

 

Rua 4B (rua da Delegacia): serviços de drenagem, pavimentação e instalação de calçadas e meios-fios concluídos.

 

Rua 4C (rua da Faculdade Mauá): serviços de drenagem, pavimentação e instalação de calçadas e meios-fios concluídos.

 

Rua 4D: serviços de drenagem, pavimentação e instalação de calçadas e meios-fios concluídos.

 

Rua do Sicoob: serviços de drenagem, pavimentação e instalação de calçadas e meios-fios concluídos.

 

Rua 5: concluídos os serviços de drenagem e pavimentação previstos em contrato. Parte desse trabalho foi executada pelo DER. Segue em andamento processo licitatório para a contratação do remanescente de obra.

 

Rua 6: concluídos os serviços de drenagem e pavimentação previstos em contrato. Segue em andamento processo licitatório para a contratação do remanescente de obra.

 

Rua 7: serviços de drenagem, pavimentação e instalação de calçadas e meios-fios concluídos.

 

Rua 8: serviços de drenagem concluídos. Obras de pavimentação, construção de calçadas, instalação de calçadas e aberturas de bocas de lobo em andamento.

 

Rua 10: concluídos os serviços de drenagem e pavimentação previstos em contrato. Parte foi executada pelo DER e pela Novacap. Segue em andamento processo licitatório para a contratação do remanescente de obra.

 

Rua 12: obras de drenagem em andamento. Pavimentação em execução nos trechos em que a drenagem foi concluída. Segue em andamento processo licitatório para a contratação do remanescente de obra.

 

Colônia Agrícola Samambaia: segue em andamento processo licitatório para a contratação de empresa responsável pela atualização do Lote 2, que contempla a área.

 

Lagoas de detenção: o projeto prevê a construção de 22 lagoas (16 estão concluídas) e 85 dissipadores (40 estão finalizados).

 

Ponte sobre o Córrego Vicente Pires: a construção da ponte de 40 metros de extensão está concluída, encontrando-se em andamento as obras de construção do encabeçamento da ponte. A previsão é que a via seja liberada para o tráfego de veículos em dezembro deste ano.

 

Obra de Arte Especial nº 2: atualmente, a empresa VP trabalha na construção de ponte sobre o Córrego Samambaia que vai ligar a Rua 4 direto à Estrada Parque Taguatinga Guará (EPTG). Com 82 metros de extensão e 13,2 metros de largura, o monumento está orçado em aproximadamente R$ 2,3 milhões, com previsão de ser entregue à população em dezembro deste ano.

 

Obra de Arte Especial nº 3: a AJL Engenharia e Construções Eirelli ficará responsável por construir uma ponte sobre o Córrego Vicente Pires para conectar as Ruas 1 e 3B da região. O monumento terá 180 metros de extensão e 13,8 metros de largura. O investimento é de R$ 5.810.876,39, e a previsão é que as obras sejam iniciadas ainda em novembro.

 

* Com informações da Secretaria de Obras e Infraestrutura

Companhia Urbanizadora da Nova Capital do Brasil - Governo do Distrito Federal

NOVACAP

Setor de Áreas Públicas - Lote B - CEP: 71.215-000 Telefone: 3403-2300