Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
3/02/21 às 16h29 - Atualizado em 3/02/21 às 17h02

Viadutos da N2, reforço estrutural na reta final

 

Você sabia que na área central de Brasília é proibida a circulação de veículos pesados?! Pois, é. Mas, isso não significa que os viadutos e vias não estejam preparados, para a passagem desses gigantes. A Novacap realizou nesse domingo (31), o teste de carga, nos dois viadutos da N2, perto da plataforma superior da Rodoviária do Plano Piloto – que passam a suportar de 36, a 45 toneladas. Com isso a obra passa a cumprir as novas normas da ABNT.

 

Com 90% de execução, a obra de recuperação teve sua estrutura testada. Depois de a nova quantidade de ferro ter sido colocada, a capacidade de carga deles passou a ser de 45 toneladas, nove a mais que o suportado anteriormente.

 

O caminhão da empresa Soltec, empresa licitada, atravessou os viadutos quatro vezes: uma a velocidade de 20 km/h, outra a 40 km/h, uma terceira vez a 60 km/h e, por fim, a 80 km/h, acima do permitido para o local. O veículo estava carregado com 52 toneladas.

 

 

Os testes foram feitos primeiro na estrutura no começo do Eixo W Norte, perto do Conjunto Nacional, e depois no Eixo L Norte, ao lado do Teatro Nacional. Enquanto, o caminhão passava pelo viaduto, sensores verificavam a resistência.

 

“Toda estrutura de concreto tem em media, vida útil, sem manutenção de 50 anos. Os viadutos da N2 foram construídos em 1958, na concepção de Brasília, há mais de 60 anos. E, como qualquer edificação, precisou de reparos para continuar segura e resistente. A Soltec vai fazer um laudo com o resultado do teste, que deve ficar pronto nos próximos dias. Mas a avaliação é imediata. Pelos sensores, a gente já consegue ver se houve alguma alteração”, afirma o chefe do Departamento de Edificações da Novacap, Carlos Spies, acrescentando que as estruturas passaram no teste. “Resistiu bem, a obra foi muito bem executada.”

 

“Temos um grande fluxo de carros aqui e, mesmo com o impedimento de passar caminhões nessa área, é bom que eles estejam preparados caso um dia haja um desvio e a necessidade de passagem de veículos pesados aqui”, explica Spies.

 

Antes da obra ser entregue, faltam a conclusão das calçadas, a colocação de meio-fio, a limpeza e a sinalização. As chamadas obras de urbanização. O trânsito no local, no entanto, nunca foi interditado. Os serviços envolvem um investimento de R$ 7,2 milhões e empregam aproximadamente 200 trabalhadores direta e indiretamente.

 

 

 

Companhia Urbanizadora da Nova Capital do Brasil - Governo do Distrito Federal

NOVACAP

Setor de Áreas Públicas - Lote B - CEP: 71.215-000 Telefone: 3403-2300